Páginas

13 de agosto de 2014

Achados de uma tarde de faxina


Organizando a vida para começar o semestre acadêmico encontrei o registro do dia em que resolvi que o conto Um ninho no estranho tinha que virar livro ilustrado. Foi uma proposta de aula que pedia que a gente brincasse com quadrinhos e ilustrações. Fui tão incompetente no desenho que nem quis mostrar meus personagens. Na minha cabeça, o Zig era crespão e o narrador tinha até nome. Ninguém viu, esqueci no meio do caderno.

As representações gráficas que o Alisson Affonso fez para os meus personagens foi perfeita. Ele entrou de traço e tudo na história apenas com as referências do texto, sem que minha intervenção de "quero assim, quero assado". Adorei o trabalho final e até que encontrei semelhanças com os meus rabiscos: o cabelo do Nino é meio por aí. O melhor de tudo: no final do processo gráfico ganhei todas as ilustrações originais [menos uma, a da página 9, do balão (tenho um amor por balões voadores...), a que foi feita por último e não estava bem pronta no dia]! Todos as ilustrações tem um lugar especial em mim. Muito amor! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário