Páginas

27 de janeiro de 2013

Perplexidade

Queria dizer várias coisas aqui, falar sobre tudo o que vai bem, sobre os nascimentos e as pequenas surpresas que 2013 tem trazido, mas hoje... mesmo que o domingo tenha sido de um sol escandaloso, de praia com gente querida, de sossego, parece que não é de direito estar feliz. Não consegui me deixar não afetar pelo horror de Santa Maria e vou dormir com a sensação de surra levada. Tão difícil compreender a dimensão disso tudo. Fico perplexa, mesmo. Além da dor das famílias, pensei o dia todo nos colegas que precisaram cobrir os fatos de perto, noticiar, fazer chegar à população as informações mais atualizadas, mantendo uma calma e uma frieza necessária para relatar. Jornalista também é gente, também se atrapalha nas palavras e nas imagens, também se dói com a dor dos outros. Hoje vi muito repórter com olho cheio d'água e com a voz enrolada. EU não seguraria essa onda. A todos esses que fizeram plantão e que trataram o ocorrido com seriedade, o meu respeito. É tristeza pelos outros, mas a vida segue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário